28 de setembro de 2010

Entrevista com Alfredo Luis Mateus

É com muito prazer que apresento a entrevista que fiz com o prof. Alfredo Luis Mateus, um dos criadores do site pontociência.




Prof. Alfredo, como surgiu a ideia do site pontociência?

Ela veio de um convite para propor um projeto para a FINEP que envolvesse experimentação no ensino de ciências, algo que atingisse todo o Brasil. Pensamos que a internet seria o veículo ideal para o projeto, pelo alcance e pela possibilidade do acesso ser gratuito.

Os experimentos que você divulga no site são criados por você mesmo? Como é a criação e seleção desses experimentos?

No pontociência os visitantes encontram experimentos publicados pela nossa equipe e também por outros visitantes. Qualquer pessoa cadastrada pode enviar roteiros de experimentos e vídeos. Nós selecionamos experimentos de diversas fontes, alguns de livros (muitos deles em inglês), de páginas da internet (também muitas em inglês) ou de sugestões de colegas. Alguns nós criamos ou pelo menos adaptamos para os materiais que encontramos. Não é fácil criar um experimento totalmente novo em 2010. Mas é bem mais fácil adaptar e modificar um experimento para que ele funcione e utilize materiais mais simples e acessíveis.
É importante ressaltar que os textos, fotos e vídeos que publicamos são produzidos por nossa equipe. A idéia do pontociência é que as pessoas contem o que elas fizeram, e não copiar e colar de outra fonte (ou de um vídeo do YouTube) e mandar para nós.

Tanto nos seus livros quanto no pontociência você apresenta experimentos que são de fácil execução em escolas de ensino básico. Como você vê a utilização de aulas práticas nesse nível de ensino? Acontece como você esperava?

Nós tentamos ajudar com uma parte das muitas dificuldades encontradas por professores para fazerem experimentos em sala de aula. A idéia é colocar as sugestões de experimentos e as informações corretas do que acontece nas mãos dos professores. Sabemos que existem outras dificuldades além de não se conhecer experimentos para um determinado assunto. É preciso ter tempo para preparar, achar os materiais, algumas salas tem um número muito grande de alunos, etc. Mas tenho certeza que o principal é o professor acreditar que fazer experimentos e ensinar a partir dos fenômenos é importante, fundamental. Se o professor não tem certeza disso, não haverá laboratório bem equipado que resolva. Pelos comentários e pela visitação do pontociência, creio que muita gente está realizando os experimentos que propomos nas suas escolas, mas ainda temos um longo caminho a percorrer até mudarmos o ensino de Química baseado apenas no quadro negro.
   
Você sabe dizer se quem mais acessa o pontociência é o professor ou o aluno?

Temos acessos dos dois tipos de usuários, mas eu não saberia dizer quem é a maioria. O nosso foco principal é o professor, mas tentamos usar uma linguagem que permita ao aluno usar o material sem problema, por exemplo para apresentar um experimento numa feira de ciências. E temos uma boa participação de alunos de licenciatura, futuros professores.

Quais os frutos do projeto do site pontociência?

Nós publicamos dois livros com os recursos do projeto. O primeiro foi o “Ciência na tela: experimentos no retroprojetor”. O segundo, bem recente, foi o “Química na cabeça 2: mais experimentos espetaculares para se fazer em casa ou na escola”. Além disso, publicamos um DVD com amostras dos experimentos do pontociência, com vídeos e roteiros no formato PDF. E, no portal, já temos um acervo com mais de 500 experimentos e cerca de 5.000 usuários cadastrados.

Livro Química na Cabeça 2


Quais os planos para o futuro deste site?

Estamos tentando melhorar a navegação e a interatividade, mexendo na programação do portal. Estamos elaborando mais coleções temáticas. No fim do ano sai mais um livro, “Quântica para iniciantes” com projetos muito simples e interessantes. Nossos planos incluem ampliar e melhorar nosso acervo, incluindo mais sugestões para o professor de como usar o experimento em sala de aula.

Você atualmente está envolvido em outros projetos?

Estou planejando atividades para o Ano Internacional da Química - 2011, dando aulas no colégio técnico da UFMG, escrevendo um novo livro paradidático (para 2011) e trabalhando com divulgação científica através do rádio, com novos programas para a rádio UFMG Educativa.

Gostaria de deixar alguma mensagem para os leitores do blog Ensino de Química?

Visitem o pontociência (http://pontociencia.org.br), opinem, mandem sugestões, perguntas e críticas. E colaborem, enviando os experimentos que vocês costumam fazer com seus alunos. Pode parecer algo simples e você acha que todo mundo conhece, mas nem sempre este é o caso e todo professor dá o seu toque especial à atividade. Compartilhar idéias é uma maneira excelente de crescer como profissional do ensino de Química.

Obrigada, prof. Alfredo.

----------------------------------------------------------------- 

O prof. Alfredo Luis Mateus é Bacharel em Química e Mestre em Química Inorgânica pela USP, e PhD em Química Inorgânica pela Universidade da Flórida (EUA). É professor da Universidade Federal de Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails