3 de julho de 2018

Ensino de Química em Revista


Ensino de Química em Revista: o papel social do ensino de Química


Autor: Guilherme Cordeiro da Graça Oliveira, Jussara Lopes de Miranda, Leonardo Maciel Moreira, Paula Macedo Lessa dos Santos (orgs.)

Editora: UFRJ, Instituto de Química

Informações: Coletânea de artigos de diversos autores da área de Ensino de Química. Este é o volume 2, publicado recentemente. O livro pode ser baixado através do site do PEQui clicando aqui. Na mesma página é possível baixar o volume 1. Download gratuito.
 

8 de junho de 2018

Trabalhando relações estequiométricas com Lego e outros materiais

Não é de hoje que os professores sabem que boa parte dos problemas dos alunos em Química vêm dos cálculos. Não é preciso nem sequer começar a complicar nos exercícios. Se o aluno começa a ver o professor colocar números no quadro já cria um bloqueio, já diz que é difícil sem sequer saber do que se trata, não é mesmo? E quando se fala em Estequiometria, só o nome difícil já dá arrepios!

Há maneiras fáceis de ajudar o aluno a compreender as várias relações estequiométricas de uma forma mais suave, em que o aluno perceba que o que ele está fazendo nos exercícios vai além de um amontoado de números surgindo e trocando de lugar, mas que são relações inerentes à matéria e às suas transformações.

Uma forma bastante  interessante é usar simulações feitas com materiais como o Lego. As peças do jogo são ideais para se demonstrar tanto as proporções entre os átomos em uma espécie química como o comportamento das mesmas numa reação.

Veja os vídeos abaixo que mostram como utilizar as peças de Lego como átomos para formar moléculas e para simular balanceamento de equações:




Nesta imagem abaixo, um tipo de brinquedo tipo o Lego que também pode ser usado para trabalhar balanceamento de equações.


Esses materiais são muito úteis para demonstrar o que é o balanceamento de uma equação química e porquê ele é necessário. Também é possível demonstrar o mecanismo de uma reação (de forma simplificada), cálculos estequiométricos de forma geral e até o conceito de reagente limitante. Tudo vai depender de como o professor irá utilizar o material. Lembrando que, para relações que envolvam a massa das partículas é necessário que as peças tenham tamanhos e massas diferentes para serem pesadas ou, pelo menos, para que se mostre de forma qualitativa a diferença entre as espécies.

Outro tipo de material que pode ser utilizado para este tipo de simulação é o clipe de papel. Como existem tamanhos diferentes de clipes, é possível utilizá-los para representar átomos e moléculas. No ano de 2004 foi publicado um artigo na revista Química Nova na Escola que mostra como utilizar este material para trabalhar relações estequiométricas. O artigo chama-se "De massas e massas atômicas" e pode ser acessado clicando aqui. Eu sempre indico este artigo aos meus alunos nas disciplinas de estágio e também já usei nas disciplinas de Química Geral. Inclusive este artigo pode dar uma melhor ideia de como trabalhar com as peças de Lego, caso o professor ainda tenha dúvidas.



Espero que estas dicas ajudem a trabalhar este assunto que perece tão complicado para o Ensino Médio e, às vezes, até na universidade.


17 de maio de 2018

“Ferreiros e Alquimistas”: uma aventura pela história da Química

https://www.ufrgs.br/napead/projetos/ferreiros-e-alquimistas/


O jogo Ferreiros e Alquimistas foi criado por um grupo liderado pelo colega Marcelo Eichler, professor de Química da UFRGS. Numa aventura com os povos que habitaram a América Central e América do Sul é possível conhecer os elementos químicos e as transformações da matéria de forma lúdica e prazerosa.

Saiba mais sobre o desenvolvimento do jogo nesta matéria do site Porvir: http://porvir.org/jogo-criado-na-ufrgs-promove-aventura-pela-historia-da-quimica. Nela o professor Marcelo explica qual foi sua inspiração e quais as premissas do jogo.

Para acessar o jogo clique aqui.



7 de maio de 2018

Grafia Química Braille para Uso no Brasil


http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=74021-quimica-braille-para-uso-no-brasil-pdf&category_slug=outubro-2017-pdf&Itemid=30192

Em outubro de 2017 o Ministério da Educação lançou a 3ª edição da Grafia Química Braille para Uso no Brasil, um importante referencial para alunos, professores, transcritores e revisores do Sistema Braille no Brasil. Esta nova versão teve a colaboração de especialistas em Braille e em Química, bem como da Comissão Brasileira do Braille (CBB) e do Instituto Benjamin Constant.

Este material é de grande importância para o ensino de Química já que facilita a comunicação numa área que possui uma linguagem tão própria e às vezes tão difícil de ser assimilada.

Clique aqui para acessar gratuitamente o material.


Related Posts with Thumbnails